segunda-feira, 17 de julho de 2017

O HINO NACIONAL PORTUGUÊS

O HINO NACIONAL PORTUGUÊS
Uma das estrofes do Hino Nacional Português clama.
Ás armas, ás armas!
Que armas?
As que foram roubadas dos paióis de Tancos?
Outra estrofe incentiva.
Contra os canhões marchar, marchar!
Sem armas contra canhões?
A peito descoberto?
É de loucos e um incentivo ao suicídio colectivo.

Na minha qualidade de ex. militar da Força Aérea, em Tancos e no tempo em que as Forças Armadas tinham Honra e Dignidade, entendo que o Hino Nacional Português deveria sofre alterações nas suas estrofes mais guerreiras, ou então ser substituído pelo poema do Salvador Sobral.