segunda-feira, 18 de julho de 2016

"SALTAR FORA" - Separações entre os casais.

“SALTAR FORA” - Separações
Nas relações interpessoais e nas separações afectivas, é frequente ouvir-se dizer que “AINDA BEM QUE SALTEI FORA.”
A questão é quando se “salta” em andamento.
Saltar a velocidades elevadas, certamente que provocará lesões físicas, psíquicas e emocionais irreversíveis, estando descritos casos de morte, como homicídios, homicídios seguidos de suicídios, homicídios seguidos de infanticídios e suicídios, infanticídios, infanticídios seguidos de suicídio.
Na minha opinião deve-se saltar a uma velocidade moderada ou quando o “veículo” se encontrar imóvel.

Dessa forma evitar-se-ão lesões físicas e mentais de graves consequências futuras, não só para o “saltador,” mas e também para todos quantos o rodeiam.