quarta-feira, 28 de outubro de 2015

PERSONALIDADE - SERÁ QUE EXISTE NOS DIAS DE HOJE?

DESENVOLVIMENTO DA PERSONALIDADE
Capitulo do livro que me encontro a escrever e que se encontra em fase de revisão.
No desenvolvimento normal da personalidade o Ego deve ter a capacidade de modificar os impulsos proporcionando uma conduta aceitável entre as satisfações emocionais e os ideais éticos.
Desta maneira, o ego dirige o comportamento para compromissos socialmente aceitáveis.
O requisito primário do processo transaccional exigido para o desenvolvimento da personalidade é a aprendizagem de atitudes e acções satisfatórias aceitáveis, planeáveis para controlar e modular os estados afectivos.
Os estados afectivos são a consequência de um longo processo de socialização que permitem o progressivo desdobramento e diferenciação.
Todos conhecemos os afectos sincronizados do interesse, da excitação, da alegria, dos estados motivadores distónicos e adversos da angústia, do medo, da vergonha, da culpa, do enfado, da cólera, do desprezo, do amor, da ternura, da compaixão e da tristeza.
Estes estados afectivos motivadores e conflituantes afirmam-se no interior da personalidade com características predominantes de curiosidade, jovialidade, apreensão, desdém e ódio.
Podem ainda estabelecer atitudes transitórias ou duradouras de inveja, ciúme, confiança e coragem.
O ego forte e sadio caracteriza-se pela integração construtiva dos impulsos, assegura o seu controlo de uma forma consciente, manipula eficazmente as tensões através da razão e da circunspeção.
Manípula racionalmente as exigências da realidade social.
O indivíduo portador de um Ego bem desenvolvido, forte e maduro, demonstra flexibilidade na presença de tensões.
O ego forte e sadio não recorre a defesas inflexíveis e repetitivas o que o distingue dos neuróticos, psicóticos ou com alterações do carácter.
O portador de um ego subdesenvolvido padece, frequentemente, de desintegração da personalidade e é incapaz de suportar a contínua repressão que o meio social constantemente lhe impõe.
Tal indivíduo poderá apresentar alterações mentais e defeitos do carácter.