domingo, 29 de março de 2015

O BES - A POCILGA E A GAMELA DOS PORCOS

Naquele tempo havia um reino, com uma enorme pocilga denominada BES.
Nas pocilgas existem as "gamelas" onde os porcos se alimentam.
Os produtores de porcos alimentavam diariamente os seus porcos enchendo as suas gamelas.
Mas os produtores desconheciam que o chefe da vara de porcos também alimentavam outros porcos que ocupavam lugares hierárquicos na governação do reino.
Um dia, por insolvência, o chefe da vara de porcos ficou sem a possibilidade de alimentar todos os porcos.
Foi-lhes pedir ajuda.
Ajuda que os porcos, muito bem nutridos e posicionados na governação do reino, lhe negaram.
Como já não havia alimentos para todos, os porcos revoltaram-se e denunciaram o chefe da vara de porcos como sendo o causador de todas as desgraças.
O chefe da vara de porcos que até então era designado como o "Pai disto tudo" passou a ser o porco mais indigente do reino.
Os produtores que alimentavam os porcos também se revoltaram e exigem a devolução dos investimentos, chamado papel comercial, que fizeram na pocilga e nas varas dos porcos.
Os governantes dos reino, eleitos com dinheiros provenientes de ofertas do chefe da vara decidem abrir um inquérito a que chamam pomposamente inquérito parlamentar.
Os inquéritos parlamentares não são uma novidade do reino.
Sempre que existem crimes de burla, abusos do poder, lavagem de capitais, fugas e fraudes fiscais, facturas falsas, bancos falidos, que envolvam instituições estatais e membros da governação, naquele reino instaura-se inquéritos parlamentares que não conduzem à responsabilização criminal.
Servem para ilibar e proteger os porcos que governam o reino.
Apesar de tudo os cidadãos do reino continuam a alimentar esta vara de porcos o que não é de difícil compreensão porque e salvo raras excepções todos procuram uma gamela onde lhes seja permitido chafurdar como bons porcos que são.
Hoje, 29.03.2015, foi publicada uma frase que se cita: "FUI E SOU ABORDADO POR MUITOS CIDADÃOS MAS EXPLICO QUE SÃO OS TRIBUNAIS QUE JULGAM"
Se são os tribunais que julgam pergunta-se qual o interesse e o objectivo dos inquéritos parlamentares?
Presume-se que tais inquéritos mais não servem que para alimentar e dar continuidade à sobrevivência dos porcos. 
No reino existem cerca de seis milhões de cidadãos activos dos quais dois milhões vivem abaixo do limiar da pobreza e uma em cada três crianças passa fome. 
Os jovens do reino emigram para outros Países.
No entanto, foi dito que "os cobres do reino estão cheios de dinheiro."
No reino dos porcos os produtores honestos mais não pretendem que lhes sejam devolvidos os investimentos sejam eles, ou não. papel comercial.
Depois da devolução dos investimentos os porcos que se entretenham a devorar-se uns aos outros.