terça-feira, 14 de janeiro de 2014

TAXAS DE MORTALIDADE PÓS NATAL E TAXAS DE DESEMPREGO EM PORTUGAL

PENSAVA, ERRADAMENTE QUE:
TAXAS DE MORTALIDADE PÓS NATAL SERIA O NUMERO DE RECÉM NASCIDOS QUE MORREM APÓS O NASCIMENTO PELO NUMERO DE NASCIMENTOS.
PARA MELHOR ENTENDIMENTO E SIMPLIFICANDO SERIA:
NUM UNIVERSO DE CERCA DE OITENTA MIL NASCIMENTOS, EM PORTUGAL, NO ANO DE 2013, SE MORRESSEM OITENTA A TAXA DE MORTALIDADE PÓS NATAL SERIA UM POR MIL, O QUE EQUIVALE A 0,1%
MANTENDO-SE O MESMO PADRÃO DE ASSISTÊNCIA MÉDICA ÀS GRÁVIDAS E OS MESMO CUIDADOS NEONATAIS AOS RECÉM NASCIDOS, A TAXA DE MORTALIDADE SOBE OU DESCE EM FUNÇÃO DO AUMENTO OU DA DIMINUIÇÃO DOS NASCIMENTOS.
NÃO HAVENDO NASCIMENTOS NÃO HÁ MORTALIDADE NEONATAL (VERDADE DE LA PALISSE.)

SEGUINDO O MESMO RACIOCÍNIO, A TAXA DE DESEMPREGO SERIA:
SE NUM HIPOTÉTICO UNIVERSO DE TRÊS MILHÕES DE EMPREGADOS EXISTIREM SETECENTOS E CINQUENTA MIL DESEMPREGADOS HAVERÁ DUZENTOS E CINQUENTA DESEMPREGADOS POR CADA MIL ACTIVOS, O QUE EQUIVALE 25%
MANTENDO-SE O MESMO NUMERO DE EMPREGADOS E OS DESEMPREGADOS EMIGRAREM, OBVIAMENTE QUE A TAXA DE DESEMPREGADO DIMINUI..
NO ENTANTO É DE REALÇAR QUE A EMIGRAÇÃO FAZ QUE UM PAÍS PERCA OS SEUS MELHORES QUADROS, FAZ AUMENTAR AS DESPESAS DO ESTADO, JÁ DE SI DEPAUPERADO, COM OS IDOSOS, DOENTES E INACTIVOS QUE AINDA RESTAM.

VEM ISTO A PROPÓSITO DE UM DEBATE EMITIDO ONTEM PELA TV PORTUGUESA, DENOMINADO PRÓS E CONTRAS NO QUAL UM DOS "ILUMINADOS" AFIRMOU QUE A TAXA DE DESEMPREGO EM PORTUGAL ESTÁ A DIMINUIR. CLARO QUE ESTÁ E NA MESMA PROPORÇÃO QUE AUMENTA A EMIGRAÇÃO DOS JOVENS E DOS QUADROS SUPERIORES COM MENOS DE QUARENTA ANOS.

ESTE PAÍS ESTÁ A FICAR REPLETO DE "ILUMINADOS", SENDO MUITO DIFÍCIL ENTENDER POR QUE RAZÃO NÃO EMIGRAM ELES PARA O AFEGANISTÃO SEM OFENSA PARA OS SEUS NATURAIS.