domingo, 26 de janeiro de 2014

EM PORTUGAL OBRIGA-SE AS CRIANÇAS A CONVIVER COM OS ASSASSINOS DO SEU PAI

UM SENHOR ENGENHEIRO, EM PORTUGAL TODOS SÃO ENGENHEIROS OU DOUTORES" PAI DE UMA JUÍZA, ASSASSINOU A TIRO O EX-GENRO, NA PRESENÇA DA SUA PRÓPRIA NETA, QUE ASSISTIU À MORTE DO SEU PAI ASSASSINADO PELO SEU AVÓ.
ESTA CRIANÇA SOFREU, DE UMA SÓ VEZ, DOIS TRAUMAS.
O PRIMEIRO FOI O TER ASSISTIDO AO ASSASSÍNIO DO SEU PAI.
O SEGUNDO FOI O ENCONTRAR-SE AO COLO DO CRIMINOSO, O SEU PRÓPRIO AVÓ.
COMO A MÃE DA CRIANÇA É JUÍZA O ASSASSINO SÓ "APANHOU" 16 ANOS DE CADEIA E TEM ESPERANÇA QUE A PENA LHE SEJA REDUZIDA.
AINDA NÃO OUVI OS DITOS PSICÓLOGOS "DE SERVIÇO E DE MEIA TIGELA" QUE ABUNDAM NESTE PAÍS A PRONUNCIAR-SE SOBRE OS TRAUMAS PSÍQUICOS A QUE ESTA CRIANÇA FOI E É SUJEITA PELO FACTO DE SER OBRIGADA A CONVIVER COM O SEU AVÔ MATERNO ASSASSINO DO SEU PAI.
A MERITÍSSIMA JUÍZA, (MERITÍSSIMA?) FILHA DO CRIMINOSO E MÃE DA CRIANÇA, DESDE HÁ TRÊS ANOS QUE RECUSA A QUE OS AVÓS PATERNOS CONVIVAM COM A MENINA.
EM 19 DE MARÇO DE 2013, O TRIBUNAL DE FAMÍLIA E MENORES EM SENTENÇA TRANSITADO EM JULGADO OBRIGAVA A JUÍZA A PERMITIR O CONVÍVIO DA MENINA COM OS SEUS AVÓS PATERNOS. 
NO ENTANTO, A JUÍZA, DESOBEDECENDO (PASME-SE) ÁS ORDENS DO TRIBUNAL NÃO TEM FACILITADO O CONVÍVIO DA MENINO COM OS SEUS AVÓS PATERNOS MAS EM CONTRAPARTIDA TRANSPORTA A CRIANÇA À CADEIA PARA QUE CONVIVA COM O SEU AVÔ MATERNO ASSASSINO DO SEU PAI.
A JUÍZA, FOI CONDENADA EM MULTA DE 500€ POR CADA DIA QUE IMPEDISSE O CONVÍVIO DA MENINA COM OS SEUS AVÓS PATERNOS.
A JUÍZA RECORREU PARA O TRIBUNAL DA RELAÇÃO QUE CONFIRMOU A DECISÃO DA PRIMEIRA INSTÂNCIA MAS REDUZINDO-LHE A MULTA PARA 200€ CASO NÃO CUMPRA COM O DETERMINADO IMPEDINDO QUE A CRIANÇA CONVIVA COM OS AVÓS PATERNOS.
ALGUMAS QUESTÕES SE LEVANTAM.
A PRIMEIRA É SE ESTA JUÍZA SE ENCONTRA EM PLENO USO DAS SUAS FACULDADES MENTAIS GARANTES DO BOM DESEMPENHO DAS FUNÇÕES PARA AS QUAIS SE ENCONTRA MANDATADA.
A SEGUNDA É SE UM JUIZ PELO SIMPLES FACTO DE SER JUIZ LHE É PERMITIDO DESOBEDECER ÀS ORDENS E SENTENÇAS EMANADAS PELOS TRIBUNAIS.
É QUE SE ASSIM NÃO FOR ESTAMOS NA PRESENÇA DE CRIME DE DESOBEDIÊNCIA, PELO QUE A SENHORA JUÍZA DEVIA SER JULGADA PELOS ILÍCITOS QUE TEM VINDO A COMETER AO LONGO DE TRÊS ANOS, COM A AGRAVANTE DE SER REINCIDENTE.
A TERCEIRA É COMO É POSSÍVEL A UM JUIZ DITAR UMA SENTENÇA CONDENATÓRIA QUANDO ELE PRÓPRIO NÃO OBEDECE E ESTÁ NAS "TINTAS" PARA AS LEIS.
ESTE JUIZ NÃO É CREDÍVEL NEM MERECE O RESPEITO DOS CIDADÃOS.
LOGO. ESTE JUIZ DEVE SER INIBIDO DO EXERCÍCIO DA MAGISTRATURA E SER JULGADO COM UM VULGAR CIDADÃO.
A QUARTA QUESTÃO É PORQUE RAZÃO O CONSELHO SUPERIOR DA MAGISTRATURA NÃO ABRE UM INQUÉRITO A ESTA JUÍZA E A SUSPENDE DO EXERCÍCIO DAS FUNÇÕES.
PARA ALÉM DE TODO O ANTERIOR ESTA JUÍZA DEVIA SER ACUSADA E JULGADA POR MAUS TRATOS E VIOLÊNCIA PSÍQUICA SOBRE UMA CRIANÇA.
MAS EM PORTUGAL A JUSTIÇA MAIS NÃO É QUE UMA GRANDE TRÁGICO/COMÉDIA, ONDE PROCURADORAS SE RELACIONAM, ATRAVÉS DE SITES DA INTERNET, COM CADASTRADOS EVADIDOS DA PRISÃO, AOS QUAIS TRANSMITIRAM INFORMAÇÕES PROCESSUAIS E DADOS PESSOAIS DE JUÍZES E DE ALTOS CARGOS DA POLICIA JUDICIARIA ALÉM DE FALSIFICAÇÃO DE DOCUMENTOS UTILIZANDO OS SERVIÇOS E AS INSTALAÇÕES JUDICIAIS. 
POR OUTRO LADO, OS AGENTES POLICIAIS PERSEGUEM  INDIVÍDUOS QUE JOGAM ILEGALMENTE RASPADINHAS, JOGAM "RUMMY" PORTADORES DE MEIA DÚZIA DE DOSES DE HAXIXE, UM INDIVIDUO SEM CARTA DE CONDUÇÃO, DOZE QUE CONDUZIAM SOB EFEITO DE ALCÓOL, PRENDERAM UM COMPUTADOR, UMA APARELHAGEM DE SON, 564 DVD E 459 CD, PARA "PROMOVER O SENTIMENTO DE SEGURANÇA JUNTO DOS CIDADÃOS" - DIZEM ELES.
SE A POLICIA PRETENDE "PROMOVER O SENTIMENTO DE SEGURANÇA JUNTO DOS CIDADÃOS" DEVE COMEÇAR POR SI PRÓPRIA, INVESTIGAR E PRENDER JUÍZES QUE NÃO CUMPREM AS LEIS, PROCURADORAS , AGENTES JUDICIAS  E POLÍTICOS CORRUPTOS QUE ABUNDAM NOS TRIBUNAIS E NA POLÍTICA PORTUGUESA QUE GOVERNA E É SEM DÚVIDA A VERGONHA DESTE PAÍS.